logo

1/30
​CASA FIRJAN da Indústria Criativa

2012, Edifício cultural, Concurso, Rio de Janeiro, Brasil

Área do Projeto:  8.000m²

Diretor de Video - Sergio Raposo, Renderizações de Video - Rafael Passos  ​​

O projeto da CASA FIRJAN é um espaço de reflexão e criação de propostas e soluções inovadoras para os desafios da nova economia.

O projeto é resultado de um concurso de arquitetura realizado em 2012, promovida promovido pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro. Implantado Implantada no terreno do Palacete Linneu de Paula Machado, antiga residência da família Guinle em Botafogo, a CASA FIRJAN conecta, nos seus diversos espaços, atividades empresarias, educativas e culturais, promovendo encontros entre os atores das Indústrias Criativas dentro de um espaço de conectividade e interação.

O design do projeto estimula a apropriação do espaço pelos usuários, a e promove o diálogo entre as diferentes edificações do conjunto, entre interno e externo, entre alunos, empresários e visitantes.

O novo edifício foi pensado para ser ocupado por diversos usos –a Casa Firjan vai oferecer palestras, cursos, fóruns empresariais, laboratório de tendências, exposições e cinema na praça.

 

 

 

IMPLANTAÇÃO

O terreno de implantação da Casa Firjan é um hiato verde dentro da malha urbana densa e movimentada do bairro de Botafogo. Um lugar de respiro onde a presença do Palacete e sua arborização centenária configuram um ambiente de reflexão e contemplação.

 

A inserção de um equipamento de educação, produção, exposição e discussão provoca um diálogo instigante com o entorno e conduz a uma nova vida em um ponto histórico, orientando o lugar para a criatividade, conhecimento, arte e lazer.

 

ARQUITETURA

Na implantação do novo edifício, as arvores árvores de grande porte foram preservadase foi criada uma praça interna entre a Casa Firjan e o Palacete, para gerar um espaço de encontros e permitir a leitura das duas épocas de construção. A implantação da CASA FIRJAN deixa o protagonismo para o Palacete histórico, criando um diálogo instigante.

A geometria do edifício compõe dois blocos sobre um embasamento único,e conectados no último pavimento. Os diferentes setores do prédio estão conectadosse comunicam por um percurso que em grande parte é localizada localizado na fachada, em ambiente externo. O vazio criado entre os blocos é parte deste percurso e forma uma praça elevada, de atividades livres, para apropriação dos alunos.

As fachadas do edifício são marcadas pela transparência. A fachada voltada para a Rua Guilhermina Guinle é composta por grandes panos de vidro mostrando-se convidativa e aberta. As fachadas internas, voltadas para a praça da Casa Firjan e para o Palacete, possuem igualmente grandes panos de vidro, além de uma segunda “pele” composta por painéis móveis de brises verticais, que protegem os espaços internos da incidência solar direta, ainda permitindo visibilidade das atividades internas. O movimento dos painéis de brises gera uma percepção de vivacidade do edifício e uma imagem dinâmica de sua composição.

 

SUSTENTABILIADADE

O edifício se destaca pelo seu design funcional e pelas suas atitudes sustentáveis. Além da iluminação natural das fachadas envidraçadas e o sombreamento pelos brises, seu sistema hidráulico possui reuso dereutiliza águas pluviais e cinzas, e uso dea energia solar é captada para diminuir o consumo elétrico. Ventilação natural e sistemas econômicos de ar condicionado completam a eficiência energética do conjunto arquitetônico. O projeto foi premiado com o segundo lugar no Prêmio Saint-Gobain de Arquitetura – Habitat Sustentável na categoria ‘Projeto Institucional’.

A CASA FIRJAN inaugurou foi inaugurada em 3 de agosto de 2018 e está aberto para o público.

 

PALACETE LINNEO DE PAULA MACHADO

O Palacete Linneo de Paula Machado foi construído por iniciativa da família Guinle por volta de 1906, com projeto de John Oberg. Em 1910 teve uma grande ampliação que conferiu as linhas arquitetônicas preponderantes ainda observadas hoje, com projeto de Armando da Silva Telles.

A partir de 1911, o casal Celina Guinle e Linneo de Paula Machado moraram na residência. Em 2003 a casa e o jardim foram tombados pelo Município, em 2006 pelo Estado. Em 2010 ocorreu a aquisição do imóvel pela FIRJAN.

O Palacete Linneo de Paula Machado é um exemplar de arquitetura típica do início do séc. XX. com uma composição eclética de influência francesa.

A restauração do Palacete foi feita realizada no com o intuito de manter integralmente a sua configuração original, inserindo harmoniosamente as necessidades técnicas da nova ocupação como espaço corporativo e cultural. Os elementos originais foram preservados, pisos de parquet, mosaicos, ornatos, bens integrados, e foram acrescentadosnova iluminaçõesiluminação e mobiliário.Seguindo a vocação da CASA FIRJAN,o novo mobiliário representa um panorama do design brasileiro - com objetos clássicos na sala dedicada à Sergio Rodrigues e seus alunos,e objetos contemporâneos, comoo móveis de Marcos Ferreira, Bruno Faucz e Marcelo Ligieri. Mobiliários fixos desenhados pelo Atelier77 completam os ambientes.